SD

© Copyright 2012. 

  • Facebook App Icon
  • Instagram App Icon
  • Flickr App Icon

Bio

​Vencedora de prêmios nacionais e internacionais, Soraia Drummond é cantora, compositora e multi-instrumentista. Sendo uma das principais representantes da música reggae da Bahia, seu show é marcado por muita energia e grande variação de timbres vocais, mesclando música brasileira e jamaicana com muita personalidade.  

 

De forma totalmente independente ela lançou em 2010 seu disco promocional homônimo, com distribuição gratuita na internet e conquistou o respeito e apreciação da crítica nacional e internacional, além de um crescente público, ávido por sua produção musical.

 

Em agosto de 2013 representou a Bahia no Festival Espírito Provance no sul da França.

 

Em maio de 2014 se apresentou pela primeira vez no Reino Unido no projeto Bass Culture Clash: Brazil x England.

 

De junho a agosto de 2014  realizou sua primeira turnê pela Europa se apresentando em Amsterdan, Paris, Londres, Viena e por diversas cidades da Itália como Roma, Bologna, Brienza, Potenza, Matera, Baragiano, Atella e Tito, sendo coroada pela imprensa local como a Rainha de Basilicata.  

 

Em setembro de 2014 se apresentou no Gungo Walk World Alternative Music & Arts Festival em Kingston-Jamaica representando a cultura Reggae Brasileira na terra do Rei Bob Marley.

 

Em 2015 de junho a setembro realizou sua segunda turne pela Europa se apresentando em grandes festivais como PlayGreen Festival, Ariano Folk Festival, Rockers Calore Festival, Metaponto Beach Festival  e em Atenas - Grecia, onde seu novo single “Novo Dia” produzido pela dupla SuperSan faz muito sucesso.

Em 2016 realizou sua terceira tune pela Europa, se apresentando na Itália em diversas cidades como Roma no festival anual Romamuffing, em Potenza, Piceno e Tito participando do lançamento da coletânea Basic One, alem de apresentar-se em Paris e Amsterdam onde realizou três shows no Noorderlicht, Teatro Munganga e Blijburg.

Em maio de 2017 volta a Europa para mais uma turne.

 

Nascida em Salvador-Bahia-Brasil, foi revelada num show do cantor jamaicano Gregory Isaacs em Salvador no dia 07.07.07 desde então se apresentou em diversos festivais como o Kalau Festival em St. Lucia, em turnê com Gregory Isaacs pelos Estados Unidos e Europa e no tradicional festival de Reggae do verão jamaicano Reggae Sumfest. Dividiu palco com nomes como Gregory Issacs, Alpha Blondy, The Wailers, The I Threes, Dean Fraser, Mad Professor, Eek-a-Mouse, Talib Kweli e Steel Pulse.

 

O trabalho produzido pela artista tem como base as pesquisas desenvolvidas no Brasil, mais especificamente na região nordeste do país e na Jamaica, onde Soraia Drummond residiu entre 2007 e 2008 na cidade de Kingston e visitou cidades importantes como Port Antonio, Montego Bay e as litorâneas White Horses e Port Morant, além da ilha de Santa Lúcia, um país insular das Pequenas Antilhas, no Caribe. Neste período Soraia Drummond trabalhou na gravação do seu primeiro disco e abriu shows da turnê pela Europa do legendário reggae man Gregory Issacs e assim aprofundou seus conhecimentos em música e cultura jamaicana, constatando a evidente proximidade com a cultura e a musica brasileira, sendo que ambos os países tiveram sua edificação fundamentada na diáspora africana.

 

Ao retornar da viajem ela formou a “Dubeletrica” trazendo uma fusão eletrizante de diversos ritmos africanos, brasileiros e jamaicanos. O nome “Dubeletrica” é uma homenagem ao Trio Elétrico, o Sistema de Som Baiano criado por Dodô e Osmar em 1950, período em que também surgiam os primeiros Sistemas de Som (sound systems) em Kingston, capital Jamaicana.​ Baseada na cultura sound system a Dubeletrica conta com um DJ nas pick ups e efeitos e com Soraia Drummond nos vocais e diversos instrumentos o conteúdo apresentado mescla elementos da cultura brasileira e jamaicana, uma vez que Soraia Drummond trabalhou com grandes produtores jamaicanos como Sly & Robbie, Dean Fraser, Computer Paul, Earl “Chinna” Smith (ex-guitarrista de Bob Marley), Leebert “Gibby” Morrison (guitarrista de Bunny Wailer e Ziggy Marley), compôs em parceria com o fenomenal e mundialmente famoso compositor jamaicano Bob Andy e tem parcerias com Mad Professor, o produtor londrino considerado a lenda viva do Dub.​ No repertorio constam composições da artista, que abordam uma temática ampla, passando sutilmente do amor para questões sociais e espirituais, além de parcerias e releituras de clássicos da reggae music.

 

 

 

PRÊMIOS:

 

Rumos Itaú 2010 na categoria Homenagem com a música "Estamos em pleno Mar" inspirada no poema Navio Negreiro de Castro Alves, reescrito e musicado em um riddim de Dancehall jamaicano, sendo a única baiana premiada neste edital.

Em 2012 foi selecionada pelo Edital Conexão Vivo na Sala do Coro do Teatro Castro Alves. Soraia Drummond gravou seu primeiro DVD pelo projeto Conexão Vivo que apresenta a nova música da Bahia. Show completo: http://youtu.be/QDdIYvb_Jaw

 

Ainda em 2012 a música "Eu acho é pouco" foi selecionada para constar no CD promocional "Brazilian Bass Culture & Beyond", no mesmo disco estão artistas como B'Negão, Rael de Rima, Bixiga 70, Fernandinho Beatbox, Aton Dub, etc.

 

A música "Sorriso Forte Na Luta" foi selecionada para compor o Volume 3 da coletânea Bahia Music Export. A curadoria das faixas que irão compor esta coletânea foi realizada entre Julho e Agosto de 2012, pela crítica de música Jody Gillet, inglesa, especialista em agenciamento de música brasileira, integrante da Free Associates/Londres, e consultora da BM&A – Brasil Musica e Artes. "Sorriso forte na luta" também aparece na 846ª posição do Top World Music Charts 2012 entre nomes como Criolo, Céu, Lenine, Chico Buarque, Caetano Velozo e Gilberto Gil. Essa música tem feito grande sucesso internacional e por isso em 2013 foi incluída na coletânea Daora Underground Sounds of Urban Brasil distribuída mundialmente em formato Vinil e digital pela gravadora Mais Um Discos. Para compra online: http://maisumdiscos.bandcamp.com/track/sorriso-forte-na-luta



Em 2013 a musica "Irie feeling" foi selecionada para constar no CD promocional "Bahia Bass Culture - Volume 5"  do projeto Bahia Music Export, que integra o Programa de Mobilidade Artística e Cultural, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), o lançamento e distribuição inicial da coletânea foi realizados na WOMEX – World Music Expo, uma das mais relevantes feiras de negócios e oportunidades do mercado da música internacional.

 

Em 2014 foi indicada ao Prêmio da Música Brasileira na categoria artista independente.